2009-06-05

The Lost Beauty / Beleza Perdida

"We're psychically numbed. I mean, …we numb our senses from morning till night, whether it's with noise or loud music or light at night. So, nobody sees the beauty. And if we've lost the feeling of the beauty of the world, then we are looking for substitutes. Eric Hoffer said, “You can never get enough of what you don't really want.” Meaning, we rush around permanently needy,… but the loss… the feeling of loss is that we don’t know what it is we’ve lost. What we've lost is the beauty of the world. And we make up for it with attempting to conquer the world, or own the world, possess the world."

James Hillman, psychologist, co-founder of the Dallas Institute of Humanities and Culture [in The 11th Hour (2007) Nadia Conners]





(tradução)

"Andamos mentalmente entorpecidos. Quer dizer,... entorpecemos os nossos sentidos de manhã até à noite, seja com ruído ou música alta ou com luz à noite. Assim sendo, ninguém vê a beleza. E se perdemos o sentimento da beleza do mundo, então procuramos substitutos. Eric Hoffer disse, “Nunca teremos o suficiente do que realmente não queremos.” Ou seja, andamos às voltas permanentemente carentes,... mas a perda... o sentimento de perda é que não sabemos o que perdemos. O que perdemos foi a beleza do mundo. E compensamos a perda com a tentativa de conquistar o mundo, ou de nos apropriarmos do mundo, possuir o mundo."

James Hillman, psicólogo, co-fundador do Instituto de Humanidades e Cultura de Dallas [em The 11th Hour (2007) Nadia Conners] (tradução livre de Helder Cabeçadas Dias)