2009-06-26

Acreditas?

Desde que a criatura Homem (leia-se Humanidade) surgiu que existe o ímpeto de acreditar em 'algo fora de si próprio'. Este 'algo fora de si próprio' assume as mais variadas formas que são definidas e enquadradas por conceitos mais ou menos elaborados pela mesma criatura Homem. A elaboração dos conceitos de 'algo fora de si próprio', emerge e desenvolve-se de acordo com as pessoas, e as circunstâncias espaço-temporais.

É, no entanto, no acreditar que se encontra o centro desta questão. As definições de 'algo fora de si próprio' são sempre demasiadas para que qualquer uma delas faça sentido para todas as criaturas Homem. Mas todas as definições de 'algo fora de si próprio' se encontram num ponto comum: Acreditar.

Acreditas?



Qualquer que seja a designação atribuída, interna ou externamente, aos grupos de criaturas Homem guiados pelo acreditar em 'algo fora de si próprio', resumem-se na esperança de uma existência melhor; seja essa existência neste ou noutro mundo.

Assim, o que realmente interessa é que o acreditar e o esperar andem de mãos dadas e movam a criatura Homem a criar um mundo melhor para todos os grupos de criaturas Homem.


(...a translation to English language by helderdias.pt.vu)

Since the appearance of the Human creature (read Humanity) that exists the momentum to believe in 'something outside of itself.' This 'something outside of itself' assumes the most varied forms that are defined and supported by concepts more or less prepared by the same Human creature. The elaboration of the concepts of 'something outside of itself', emerges and develops according to the people, and space-time circumstances.

It is, however, in believing that is the center of this issue. The definitions of 'something outside of itself' are always too many for any one of them makes sense for all Human creatures. But all the definitions of 'something outside of itself' have a common point: to believe.

Do you believe?

Whatever the designation given, internally or externally, to groups of Human creatures led by believe in 'something outside of itself', summed up in the hope of a better existence, that existence is in this world or another.

So what really matters is that the believe and hope go hand in hand and move the Human creature to create a better world for all groups of Human creatures.